Building the future by doing more together

PRUNUS FITO: Avaliação do impacto de alguns inimigos (pragas e doenças) nas culturas das prunóideas na região da Cova da Beira e avaliação da eficácia de diferentes meios de luta no seu controlo
Investigador Responsável - Gonçalo Batista e Francisco Chasqueira (Appizêzere)
Investigador responsável no CESAM - Maria Teresa Ferreira Ramos Nabais de Oliveira Rebelo
Programa - Programa Desenvolvimento Rural 2014-2020 (PDR 2020)
Período de Execução - 2016-09-01 - 2020-07-31 (47 Meses)
Entidade Financiadora - FEADER - Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural
Financiamento Total - 446000 €
Instituicão Proponente - Appizêzere – Associação de Protecção Integrada e Agricultura Sustentável do Zêzere
Instituições Participantes
Universidade de Lisboa


A importância da Biodiversidade para o funcionamento dos ecossistemas tem sido um importante foco de discussão, uma vez que o crescimento da agricultura intensiva tem causado uma erosão da biodiversidade funcional, resultando numa diminuição da atividade da fauna artrópode funcional, pela destruição dos seus habitats (locais que proporcionam recursos alimentares e locais de hibernação) fundamentais para a sua sobrevivência. É sabido que, face às alterações climáticas, económicas e ambientais, os sistemas de produção terão maior dependência dos processos ecológicos, ganhando bastante importância a biodiversidade funcional existente nas explorações agrícolas. Duas das culturas com elevada importância na Beira baixa e Alentejo são o olival e a vinha, que pelos modos de condução praticados e pelas áreas contínuas em que se encontram, são culturas que consomem grandes quantidades de produtos químicos para controlo de pragas e doenças, que para além de terem impactos económicos importantes, podem afetar a qualidade dos produtos finais, vinho e azeite. Por outro lado, hoje mais do que nunca, existe pressão por parte dos consumidores/mercados, em práticas mais sustentáveis, com maior relevância para a diminuição dos tratamentos fitossanitários, situação que pode tornar o controlo de pragas difícil caso não exista um equilíbrio no ecossistema da cultura. Neste contexto, parece-nos importante a aplicação de planos de ação de conservação da biodiversidade funcional específicos que incorporem estratégias para o aumento da riqueza biológica das explorações agrícolas, nomeadamente com a identificação e instalação de infraestruturas ecológicas que favoreçam o desenvolvimento populacional da fauna auxiliar, conferindo à cultura uma maior resiliência e maior flexibilidade de adaptação às alterações globais. Para além do ponto de vista ambiental existe também uma oportunidade de negócio para as empresas que adotem a sustentabilidade como estratégia, visto que existe um aumento gradual na procura de produtos certificados em modo de produção biológica ou até mesmo em produção integrada. No fundo, a aplicação de medidas direcionadas para o incremento da biodiversidade funcional representa a atribuição de um valor acrescentado para o vinho e para o azeite importantes do ponto de vista comercial.




Membros neste projecto

Financiamento do CESAM: