Building the future by doing more together

EPyRIS - Estratégia conjunta para a Proteção e Restauração dos ecossistemas afetados por Incêndios florestais. (Gestão integrada em zonas naturais de alto risco)
Investigador responsável no CESAM - Jan Jacob Keizer
Programa - Programa Interreg Sudoe (SOE2/P5/E0811)
Período de Execução - 2018-03-01 - 2021-02-28 (36 Meses)
Entidade Financiadora - FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional
Financiamento para o CESAM - 220000 €
Financiamento Total - 1124784 €
Instituicão Proponente - Empresa de Transformación Agraria S.A. Tragsa
Instituições Participantes
Universidade de Aveiro
Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda (ESTGA), Universidade de Aveiro
Office National des Forêts, France
Universitat de València, Spain
Universidad de Santiago de Compostela Facultad de Ciencias Económicas y Empresariales, Spain
Instituto Galego da Calidade Alimentaria Servicios centrais / Centro de Investigación Forestal de Lourizán, Spain
Tecnologías y Servicios Agrarios, SA Subdirección de Medio Ambiente, Pesca e Ingeniería Gerencia de Desarrollo Rural y Política Forestal, Spain

Sudoeste Europeu partilha a ameaça dos incêndios florestais, acrescida num cenário de mudança socioeconómica e climática. A biodiversidade, solo e serviços de ecossistema são recursos diretamente afetados, tanto na área de incêndio como a jusante, com riscos adicionais como a contaminação de água potável, inundações, danos a infraestruturas, destruição de colheitas ou perda de produtividade do território. A janela de oportunidade para efetivamente estabilizar as áreas afetadas é bastante reduzida no tempo e recursos, especialmente no caso de grandes incêndios, e a resposta imediata é crucial para otimizar os benefícios das subsequentes ações de emergência. O EPyRIS oferece uma estratégia de gestão conjunta que permite abordar efetivamente os riscos resultantes da ocorrência de incêndios florestais em espaços naturais do SUDOE. Consolida, harmoniza e instrumentaliza critérios, procedimentos e contribuições do campo científico para sua utilidade na gestão. Facilitar uma análise imediata da vulnerabilidade a esses riscos, otimizar os procedimentos de emergência pós-fogo e capitalizar o conhecimento científico sobre a gestão do território são os objetivos específicos, usando uma abordagem transnacional inclusiva com a participação de agentes envolvidos na gestão em diferentes níveis (Estado, Regional / Local, etc.), a fim de obter critérios acordados e facilitadores de cooperação entre gestores com realidades específicas de um problema comum. O uso de infraestruturas públicas de dados e normas de interoperabilidade é fundamental na implementação harmonizada e adaptada às necessidades de cada gestor, de acordo com as particularidades do território. As administrações e entidades regionais e nacionais com poderes executivos beneficiarão inicialmente da produção do projeto para uma gestão mais eficaz e eficiente, enquanto os outros agentes envolvidos (pessoas locais, agentes económicos, utilizadores de ecossistemas e serviços de ecossistema, etc.) beneficiarão seguidamente.

O projeto EPyRIS irá implementar uma estratégia de gestão de áreas naturais vulneráveis a processos de erosão, perda de produtividade, processos que desencadeiam desertificação, e derivados da elevada exposição a incêndios florestais (IIFF). Permitindo assim, uma adaptação das políticas de prevenção de áreas naturais de risco e harmonização de critérios de resposta em áreas afetadas, incluindo a aplicação de medidas inovadoras de estabilização de áreas sensíveis e a priorização das áreas de aplicação. EPyRIS coliga o conhecimento gerado da análise da severidade do incêndio através de técnicas de deteção remota (TOT) e campo para o tratamento antecipada e otimização da resposta. A sua implementação é acompanhada por soluções de TIC para a sua implementação eficaz, maximizando assim o aproveitamento de infraestruturas públicas de dados (espaciais e alfanuméricos) para o diagnóstico prévio e pós-fogo da vulnerabilidade, do dano (caso exista), e os riscos derivados a longo prazo.



Membros neste projecto
Ana Paula Gomes
Investigadora
Ana Rita Lopes
Bolseira Investigação
Jan Jacob Keizer
Coordenador
Sandra M. Valente
Investigadora
Sérgio Prats Alegre
Investigador
Sofia Caçoilo Corticeiro
Bolseira Investigação

Financiamento do CESAM: