Building the future by doing more together

GojiBerries
Investigador Responsável - Consulai – Consultoria Industrial Lda
Investigador responsável no CESAM - Ana Cristina da Silva Figueiredo
Programa - FCUL parceiro PDR2020-101-031542, Grupos Operacionais 01/ Ação 1.1/2016
Período de Execução - 2018-10-01 - 2020-12-31 (27 Meses)
Entidade Financiadora - PDR2020
Financiamento para o CESAM - 218393 €
Instituicão Proponente - Consulai – Consultoria Industrial Lda
Instituições Participantes
Universidade de Lisboa
Moser & Moura Lda, AJAP – Associação dos Jovens Investigadores de Portugal

Lycium barbarum L. é uma espécie perianual que cresce em muitas regiões do mundo, mas só na China há um cultivo significativo para fins comerciais. Os seus frutos, vulgarmente conhecidos por bagas Goji, têm cada vez mais procura na sociedade ocidental. No entanto, a diversidade de cultivares e a multiplicidade de origens, condições de cultura e processamentos que coexistem na China, potenciam a variabilidade da qualidade alimentar e segurança das bagas que chegam aos mercados ocidentais. Também a importação está limitada aos frutos desidratados, não existindo no mercado europeu bagas frescas ou folhas para tisanas. Desde 2013, iniciou-se a instalação desta cultura em solo nacional, e o interesse tem vindo a crescer, com o aumento gradual de produtores efetivos e com intenções reais de instalação de novas explorações. No entanto, os processos produtivos sobre a cultura são quase desconhecidos, destacando com especial atenção, as condições edafoclimáticas ideais para a sua instalação e produção. Será igualmente importante identificar as diferenças entre as duas principais cultivares de Lycium barbarum, “Short Leaf” e “Long Leaf”, e a análise qualitativa dos componentes do fruto. Este conhecimento geral, a médio prazo, e face ao aumento do número de explorações agrícolas com esta cultura, contribuirá para: a) abastecer o mercado de bagas Goji frescas e desidratadas com características fiáveis capazes de satisfazer as exigências do mercado europeu, b) diminuir a importação de bagas Goji desidratadas e c) promover o uso das folhas para tisanas, como um dos subprodutos a valorizar.


Membros neste projecto

Financiamento do CESAM: