Building the future by doing more together

MoST - Modelação, interrogação e vizualização interativa de dados espácio-temporais
Investigador Responsável - José Manuel Matos Moreira (IEETA - Institute of Electronics and Informatics of Aveiro)
Programa - Programa Operacional Regional do Centro (02/SAICT/2017)
Período de Execução - 2018-06-01 - 2020-11-30 (30 Meses)
Entidade Financiadora - FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia, within the PT2020 Partnership Agreement and Compete 2020 co-funded by the FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional
Financiamento para o CESAM - 40041 €
Financiamento Total - 232645 €
Instituicão Proponente - Universidade de Aveiro
Instituições Participantes
INESC-TEC Porto

Os avanços tecnológicos recentes têm permitido recolher volumes de dados sobre a evolução de fenómenos espaciotemporais bastante superiores à capacidade existente para os analisar e extrair informação relevante em
diversas áreas científicas. Por isso, são cada vez mais necessárias ferramentas capazes de automatizar processos de análise quantitativa de dados espácio-temporais, garantindo níveis de objetividade, precisão e reprodutibilidade
compatíveis com a realização de trabalho científico. Atualmente, já existem ferramentas bem conhecidas para o processamento de dados espaciais estáticos (p. ex., os Sistemas de Informação Geográfica), mas o suporte à
modelação de fenómenos dinâmicos é limitado, sendo muitas vezes necessário realizar um grande esforço na programação de algoritmos complexos e que são específicos a um determinado problema.
Este projeto centra-se no desenvolvimento de ferramentas avançadas para modelação e análise de dados espáciotemporais, usando modelos de representação contínuos no espaço e no tempo. O elemento chave será um sistema de gestão de dados capaz de modelar transformações espaciais genéricas (p. ex., mudança de forma, mudança de tamanho, translação, rotação, agregação ou fracionamento de entidades ou objetos) representando os fenómenos de interesse ao longo do tempo. Este sistema será acessível através de uma linguagem de interrogação disponibilizando funções para a gestão, consulta e processamento de grandes volumes de dados. Também serão desenvolvidos métodos para criar representações espácio-temporais a partir de sequências de imagens ou vídeos, e ferramentas de visualização de dados e interação com o utilizador. Será disponibilizado um conjunto integrado de ferramentas para simplificar a realização de estudos sobre fenómenos de natureza espácio-temporal. O objetivo é reduzir o tempo e o esforço que hoje em dia é necessário dedicar ao desenvolvimento de procedimentos complexos de gestão e processamento de dados, libertando assim recursos para a realização dos estudos propriamente ditos.
A prova de conceito baseia-se em dois casos de estudo envolvendo a modelação de fenómenos espácio-temporais com características distintas. O primeiro consiste na modelação da propagação de fogos florestais a partir de imagens aéreas, tendo em vista a realização de estudos sobre as emissões de carbono para a atmosfera. O segundo consiste na criação de uma base de dados caracterizando as alterações morfológicas que as células sofrem quando se movem no seu próprio ambiente. A quantificação destas características tem importância em processos biológicos como o desenvolvimento embrionário ou a formação de tumores. A origem dos dados são vídeos microscópicos. No futuro, pretende-se ainda que os resultados deste projeto possam ser aplicados noutras áreas, p. ex., em estudos sobre erosão costeira, assoreamento de rios ou outras.


Membros neste projecto
Ana Isabel Miranda
Coordenadora
Johnny Daniel Reis
Bolseiro de investigação

Financiamento do CESAM: