Building the future by doing more together

Estudo liderado pela investigadora Ana Cláudia Dias do Departamento de Ambiente e Ordenamento e do CESAM revela que a indústria da cortiça ajuda a atenuar alterações climáticas

Estudo liderado pela investigadora Ana Cláudia Dias do Departamento de Ambiente e Ordenamento e do CESAM revela que a indústria da cortiça ajuda a atenuar alterações climáticas

1/2/2016

Usar produtos de cortiça, para além de estar na moda e de servir a economia nacional, contribui para remover da atmosfera gases com efeito de estufa. O resultado do estudo coordenado pela UA, o primeiro no país a quantificar a pegada de carbono do setor da cortiça, não deixa dúvidas quanto aos poderes ecológicos do sobreiro e do ecossistema que o envolve: por cada tonelada de cortiça produzida, o montado sequestra mais de 73 toneladas de dióxido de carbono, o equivalente às emissões daquele gás libertadas para percorrer cerca de 450 mil quilómetros de automóvel.

“Este trabalho dotou o setor da cortiça de informação e ferramentas que permitem apoiar a tomada de decisão no que respeita a práticas que possam otimizar a pegada de carbono do setor e reforçar o papel do setor como elemento importante na mitigação das alterações climáticas”, aponta Ana Cláudia Dias

Mais einformação em: http://uaonline.ua.pt/pub/detail.asp?lg=pt&c=45245

Partilhe nas redes sociais:

Financiamento do CESAM: