Forging sustainability

AIRSHIP -Impacto das emissões do transporte marítimo e portuário na qualidade do ar em Portugal: cenários presente e futuro. Abordagem à escala regional e local
Investigador Responsável - Alexandra Monteiro
Programa - Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização (PTDC/AAG-MAA/1581/2014)
Período de Execução - 2016-06-01 - 2019-05-31 (36 Meses)
Entidade Financiadora - FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia; FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional
Financiamento para o CESAM - 113054 €
Financiamento Total - 113054 €
Instituicão Proponente - Universidade de Aveiro


O projeto AIRSHIP visa avaliar o impacto na qualidade do ar das emissões do transporte marítimo em Portugal e, com maior detalhe, na zona urbana do Porto, num cenário atual e em clima futuro (projeções para 2020-2030). Para tal, cenários de emissões detalhados, com elevada resolução e precisão, são necessários, juntamente com a aplicação da modelação dos processos físico-químicos atmosféricos de modo a conhecer e compreender a contribuição das referidas emissões na qualidade do ar. Pretende-se investigar este impacto ao nível de Portugal, e, em particular na área urbana do Porto, tendo ainda como caso de estudo o Porto Leixões à escala local. Tendo em conta os resultados da modelação obtidos, quer ao nível regional, quer local (caso de estudo), serão investigadas medidas estratégicas mitigadoras mais eficientes para o sector do transporte marítimo para a área de estudo, e elaboradas linhas de orientação para a sua implementação.

Com este propósito, o projecto está estruturado em 4 tarefas:
1. Desenvolvimento e avaliação de cenários de emissões do transporte marítimo para o presente e projecções futuras, para o domínio de Portugal e com maior detalhe sobre a área urbana do Porto;
2. Avaliação do impacte na qualidade do ar dos diferentes cenários de emissões desenvolvidos com recurso à modelação numérica da qualidade do ar;
3. Estudo de caso: Porto de Leixões – avaliação do impacto à escala local;
4. Elaboração de um conjunto de medidas/estratégias mitigadoras, com efeito na qualidade do ar, para Portugal e para a área urbana do Porto em particular.

A estimativa das emissões para a área urbana do Porto em particular, será realizada tendo em conta o elevado detalhe exigido pela modelação numérica ao nível espacial (1x1 km2) e temporal (horário), recorrendo para tal ao uso de metodologia “top-down” para a desagregação de dados nacionais e abordagem “bottom-up” sempre que for possível o seu cálculo com recurso a factores de emissão e dados de atividade do sector marítimo para Portugal. A estimativa das emissões futuras (2020-2030) terá por base a projeção esperada a nível europeu e a sua atualização com base em políticas e estratégias nacionais esperadas. A modelação numérica - ferramenta de estudo apoiada pela própria Directiva da Qualidade do Ar (2008/50/EC) - a aplicar será feita com o sistema de modelos WRF-CHIMERE, já amplamente testado e validado para o domínio de Portugal. Este sistema de modelos será primeiro aplicado ao nível regional (Portugal) e, em seguida, com recurso a técnicas de “nesting”, para a área urbana do Porto com elevada resolução espacial (1x1 km2). Os resultados do projecto CLICURB (EXCL/AAG-MAA/0383/2012), relativamente à modelação climática para Portugal (com modelo WRF) serão usados para alimentar a simulação da qualidade do ar em cenário futuro, de forma a integrar as condições climáticas, para além da projeção das emissões, na avaliação da qualidade do ar futura. O caso de estudo do Porto de Leixões permitirá complementar esta avaliação do impacto das emissões marítimas, ao incluir as emissões associadas às atividades portuárias e a simulação à escala local, com recurso a modelação numérica (modelo OpenFOAM) e física (túnel de vento), sua intercomparação e validação.
O projecto AIRSHIP irá, desta forma, produzir resultados científicos importantes para a gestão e acção política na área do transporte marítimo e os seus impactes ambientais, em particular com o caso de estudo do Porto de Leixões. Os principais resultados esperados são os seguintes:
-Aumento do conhecimento ao nível das emissões de transporte marítimo (cenário presente e futuro) em Portugal, e em particular na área urbana do Porto;
-Avaliação do impacto das emissões do transporte marítimo na qualidade do ar ao nível regional (Portugal) e urbano (área Porto Litoral);
- Aumento do conhecimento das emissões associadas à actividade portuária (caso estudo Porto de Leixões) e do seu impacto na qualidade do ar local.
-Identificação de um conjunto de estratégias mitigadoras da poluição do ar, no que toca ao sector do transporte marítimo e zonas portuárias;

As ferramentas e métodos envolvidos e a estratégia definida são inovadoras e desafiantes. A temática de investigação é pertinente, complexa e multidisciplinar. A competência dos diferentes investigadores envolvidos cobre uma gama alargada de áreas de pesquisa, nomeadamente, emissões atmosféricas, análise climática, poluição do ar e modelação numérica, para além de análise estratégica e política. O conhecimento científico da equipa da UA no desenvolvimento e aplicação da modelação numérica para diferentes tipos de estudo, nomeadamente na avaliação de impacto, alterações climáticas, regulação, previsão e ainda exposição humana, juntamente com a participação e envolvimento do consultor Engº Fernando Braga (Direcção Geral de Recursos Marítimos) e das instituições “stakeholders” (CCDRN e APDL), serão fundamentais e decisivos para a execução e sucesso do projecto.


http://airship.web.ua.pt/

Membros neste projecto
Carla M. S. Gama S.
Investigadora
Carlos Borrego
Investigador
Joana Ferreira
Investigadora
Michael Russo
Bolseiro Investigação
Myriam Nunes Lopes
Investigadora

Financiamento do CESAM: