Building the future by doing more together

Investigação no oceano profundo prevista para a próxima década terá grandes benefícios para a comunidade científica e sociedade

Investigação no oceano profundo prevista para a próxima década terá grandes benefícios para a comunidade científica e sociedade

O grupo de trabalho dedicado à Década da Ciência dos Oceanos (Decade of Ocean Science Working Group) da iniciativa DOSI (Deep-Ocean Stewardship Initiative), co-liderado pela investigadora do CESAM Ana Hilário e Kerry Howell (University of Plymouth, UK), divulgou recentemente no artigo de tomada de posição ‘Deep-Sea Research in the Decade of Ocean Science Mapping the role of the deep ocean in human society’.
Neste artigo, a DOSI compromete-se com o objetivo de mapear e modelar a distribuição de habitats e espécies chave, a conectividade entre populações, a entrega de bens e serviços de ecossistemas pelas espécies e habitats do oceano profundo, e o impacto das atividades humanas até ao fim da década.
O programa de 10 anos proposto vai preencher lacunas graves que existem relativamente às populações do fundo marinho e que serão essenciais para se fazerem previsões fiáveis e robustas que ajudarão na tomada de decisão de assuntos relacionados com a gestão dos oceanos. De facto, pretende-se que o conhecimento científico adquirido durante a Década ajude na tomada de decisões políticas e forneça ferramentas para o uso sustentável do oceano profundo. Para além disso, um grande benefício para a sociedade será o legado de dados que será de acesso livre para as gerações futuras de cientistas e de outros interessados.
O artigo completo aqui.

DOSI pretende integrar ciência, tecnologia, política, lei e economia para aconselhamento na área da gestão dos recursos do oceano profundo e estratégias para manter a integridade destes ecossistemas na jurisdição nacional e internacional.
Mais sobre o projeto DOSI aqui.

Partilhe nas redes sociais:

Financiamento do CESAM: