Building the future by doing more together

FRURB - Gestão do risco de cheia em áreas urbanas no contexto das alterações globais
António Ferreira
Celeste Coelho
PTDC/AUR-URB/123089/2010
2012-03-01 - 2015-08-31 (42)
Fundação para a Ciência e a Tecnologia
22247 €
155113 €
Instituto Politécnico de Coimbra

Universidade de Aveiro
- Administração da Região Hidrográfica do Centro, I.P.

O projeto FRURB apresenta uma abordagem integrada da gestão do risco de cheias urbanas. O aumento da expansão urbana e planeamento inadequado acentua o problema das cheias súbitas, agravadas pela alteração dos padrões de eventos extremos e alterações nos processos hidrológicos. As áreas urbanas são particularmente vulneráveis às cheias súbitas dada a elevada concentração de bens, infra-estruturas e pessoas. É fundamental entender a relação entre as características urbanas (intensidade e localização na bacia, sistemas de drenagem) e os processos hidrológicos, associados às cheias súbitas em meios urbanos. Devido ao património nas áreas urbanas, a adaptação de medidas e capacidade de resiliência será mais efetiva se for conhecido o local de ocorrência, frequência e magnitude das cheias súbitas.


FRURB apresenta uma gestão mais eficiente das cheias súbitas, desenvolvendo novas estratégias de planeamento e antecipando a delimitação das áreas de maior risco, recorrendo à utilização de modelos físicos de distribuição espacial. Para desenvolver abordagens altamente eficazes para a redução da magnitude e frequência das cheias, o projeto analisará práticas de planeamento e gestão em duas áreas de estudo propostas.


É ainda considerado o desenvolvimento de estratégias de mitigação do risco de cheia. Ênfase especial será dada ao desenvolvimento de potenciais estratégias de defesa estruturais e não-estruturais. A hipótese base do FRURB sugere a identificação e utilização de características territoriais para reduzir a conectividade e a transparência de fluxos de água entre os compartimentos da bacia. Assim, procurar-se-ão zonas tampão e barreiras dentro das bacias de estudo, para serem utilizadas na redução da magnitude e frequência de cheias. A implementação destas soluções abrangerá novos paradigmas e, ferramentas de planeamento e gestão para controlar a expansão urbana e desenvolver estratégias territoriais a médio e longo prazo.




António Ferreira
Investigador Responsável

Investigadora
Celeste Coelho
Coordenadora equipa UA
Cristina Ribeiro
Bolseira de Investigação
Sandra M. Valente
Investigadora
Teresa Fidélis
Tnvestigadora

Financiamento do CESAM: