Building the future by doing more together

ALISSA - Bases para uma alimentação saudável e sustentável para peixes de aquacultura
Investigador Responsável - Sparos, Lda.
Investigador responsável no CESAM - Rui Jorge Miranda Rocha
Programa - Portugal 2020
Período de Execução - 2015-10-01 - 2018-12-31 (39 Meses)
Entidade Financiadora - FEDER e CRESC Algarve 2020
Financiamento para o CESAM - 90129 €
Financiamento Total - 868169 €
Instituicão Proponente - Sparos, Lda.
Instituições Participantes
Universidade de Aveiro
Universidade do Algarve (UAlg)
A. Coelho & Castro Lda.
Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS)
Instituto de Biologia Molecular e Celular (IBMC)
Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD)

A Aquacultura Europeia enfrenta grandes desafios: concorrência externa e exigências dos seus consumidores em termos de qualidade, padrões ambientais, e preços competitivos. A alimentação é um dos principais custos de uma piscicultura, e representa tipicamente 20-50% do custo operacional. No entanto, a maioria das pisciculturas comerciais aplicam regimes alimentares não optimizados. As estratégias de alimentação teem fortes interações com uma nutrição optimizada, permitindo um crescimento e um estado de saúde óptimos aos peixes óptimo, e um impacto ambiental minimo. Os amino ácidos (AA) na dieta são particularmente importantes, e os seus requisitos são alterados em situações de stress ambiental, ou em situações de patologia. O objectivo central do projecto ALISSA é desenvolver formuIações para uma alimentação que promova uma condição nutricional e imune óptima, e dentro de parâmetros de sustentabilidade económica e ambiental, em peixes de aquacultura. Em termos mais específicos pretende-se lançar no mercado no final do projecto um produto altamente inovador, e dois serviços únicos com elevado valor acrescentado: 1) Uma gama de suplementos para a alimentação de peixes, que permita fortificar em AA os alimentos actuais, e que permitam uma performance óptima, e a melhor resistência a patógenos, sobretudo em condições de stress, bem como a recuperação após a infecção. 2) Uma aplicação informática melhorada para simular o desempenho, a composição bioquímica, e os impactos ambientais, em peixes alimentados com diferentes formulações, e a diferentes temperaturas. 3) Um serviço de avaliação da condição nutricional e imune de peixes em aquacultura, com base em biomarcadores moleculares, e em função da sua alimentação. A participação, neste projecto, de duas empresas e sete entidades do SCTN, e colaboração com potenciais parceiros de distribuição e clientes, fortalecem o potencial impacto deste projecto no mercado Europeu.


Membros neste projecto
Amadeu Soares
Investigador
Carlos Gravato
Investigador
Fernando Morgado
Investigador

Financiamento do CESAM: