Caring about the future

PAHLIS- Contaminação da atmosfera urbana de Lisboa por hidrocarbonetos aromáticos policíclicos
Investigador Responsável - César Oliveira
Programa - PTDC
Período de Execução - 2007-10-01 - 2010-09-30 (36 Meses)
Entidade Financiadora - FCT
Financiamento para o CESAM - 131717 €
Financiamento Total - 197255 €
Instituicão Proponente - Universidade de Aveiro
Instituições Participantes
Universidade de Lisboa
ISEL
Universidade Atlântica

Descrição do Projecto

A poluição atmosférica provocada pelo tráfego automóvel é um problema crescente com particular incidência em locais densamente povoados. De facto, os poluentes atmosféricos prejudicam a saúde humana e afectam gravemente a qualidade de vida, para além de causarem também prejuízos materiais em estruturas e edifícios. Em geral, em áreas urbanas as populações encontram-se expostas a elevadas concentrações de contaminantes atmosféricos, sendo por isso imperativo a melhoria dos padrões de qualidade do ar. Dado que os valores limite da concentração de poluentes atmosféricos são frequentemente excedidos é urgente a implementação de programas de monitorização e controlo da qualidade do ar. Os hidrocarbonetos aromáticos policíclicos (HAP) representam uma classe de poluentes que se apresentam na atmosfera distribuídos entre as fases gasosa e particulada. Apesar de na sua origem poderem estar combustões incompletas, pirólises diversas como a do carvão, óleo, gás, madeira, lixos ou de outros materiais orgânicos como o tabaco e carnes grelhadas, as emissões provenientes dos veículos são, em zonas urbanas, a sua fonte mais significativa. A exposição a HAP pode causar efeitos nefastos na saúde humana como doenças respiratórias ou cancro do pulmão. Alguns estudos toxicológicos relacionaram a presença de metais nos aerossóis atmosféricos, com especial incidência na fracção solúvel em água, como tendo efeitos pro-inflamatórios e potencialmente tóxicos para a saúde humana, realçando a importância do conhecimento da sua composição inorgânica. Por outro lado, esses estudos complementados com a informação relativa à composição orgânica apresentam-se como um precioso auxílio na identificação de fontes e processos de disseminação destes poluentes. No âmbito deste projecto será implementado em Lisboa um programa de amostragens de poluentes em fase gasosa e particulada em dois locais distintos, um numa zona afectada por tráfego rodoviário intenso e o outro menos afectado pelo tráfego rodoviário, funcionando como fundo urbano. A escolha dos locais de amostragem será efectuada de forma a permitir a determinação da contribuição relativa do tráfego automóvel na poluição atmosférica, com particular ênfase no seu conteúdo de HAP e de metais. A componente orgânica das fases gasosa e particulada será determinada por GC-MS (Cromatografia Gasosa com detecção por Espectrometria de Massa), sendo também quantificado o carbono negro e carbono orgânico com o auxílio de técnica termo-óptica. Adicionalmente, a composição inorgânica dos materiais particulados será também estudada quer por cromatografia catiónica e aniónica relativamente à sua fracção solúvel em água, quer por análise de elementos metálicos por AAS (Espectroscopia de Absorção Atómica) e ICP/MS (Espectrometria de Massa de Alta Resolução com fonte de Plasma Indutivo). Após análise das amostras, a matriz de dados contendo a composição química dos poluentes orgânicos será complementada com parâmetros meteorológicos e valores de concentração de poluentes medidos na rede de monitorização da qualidade do ar, procedendo-se posteriormente a estudos de identificação de fontes e processos de transformação e transporte de poluentes gasosos. Os resultados deste projecto irão colmatar a ausência de dados relativos às fontes e comportamentos dos HAP na atmosfera, podendo auxiliar as autoridades Portuguesas em processos decisórios conducentes à redução dos níveis de poluentes atmosféricos e assegurar o cumprimento dos acordos internacionais relativos aos valores limite de poluentes atmosféricos.






Membros do CESAM neste projecto
Casimiro Pio
Investigador

Coordenador

Financiamento do CESAM: UIDP/50017/2020 + UIDB/50017/2020 + LA/P/0094/2020