Caring about the future

CALONECTRIS - Alterações globais da temperatura do oceano e tendência no sucesso de alimentação, migração e dinâmica da população
Investigador Responsável - Paulo Catry (ISPA Instituto Universitário)
Investigador responsável no CESAM - José Pedro Granadeiro
Programa - PTDC/MAR/71927/2006
Período de Execução - 2008-10-01 - 2012-03-31 (42 Meses)
Entidade Financiadora - FCT
Financiamento para o CESAM - 38.796 €
Financiamento Total - 134.787 €
Instituicão Proponente - ISPA Instituto Universitário
Instituições Participantes
Universidade de Aveiro
Universidade de Lisboa
Parque Natural da Madeira

Descrição do Projecto

O clima global está a aquecer e os modelos prevêem que esta tendência continuará por várias décadas. Estas alterações estão a modificar a distribuição e fenologia de inúmeras espécies, mas será necessário aumentar os conhecimentos antes ser possível produzir modelos preditivos capazes de informar melhor a opinião pública e os decisores.


O presente projecto estudará as relações entre flutuações climáticas (particularmente a temperatura à superfície do mar (SST)) e o comportamento, fisiologia e demografia de um predador pelágico de topo, a cagarra Calonectris diomedea. As cagarras nidificam a latitudes intermédias do Atlântico Norte e invernam no Atlântico Sul, sobretudo ao largo das costas do Brazil, Uruguay e da África Austral. Estas aves são ideais para um estudo que relacione o clima com a demografia e o comportamento porque (1) são objecto de um estudo demográfico de longo prazo, em curso, (2) nidificam e invernam em águas subtropicais, onde tem sido feita pouca investigação sobre esta problemática, (3) são relativamente abundantes e amplamente distribuídas, (4) são suficientemente corpulentas para transportarem consigo "data-loggers" e (5) a sua biologia está relativamente bem estudada.


A grande maioria das aves marinhas são migradoras. A migração é um fenómeno fascinante mas, em muitos aspectos, ainda relativamente mal compreendido. Em anos recentes, muitos investigadores seguiram migrações de certas aves por telemetria de satélite. Tais estudos foram extremamente reveladores, mas, geralmente, não foram além de descrever padrões gerais. Os custos elevadíssimos da telemetria satélite não permitiram a realização de trabalhos com amostras grandes.


Este projecto usará dois tipos de instrumentos recentes que estão a revolucionar o estudo da migração:


Em primeiro lugar, Geolocators (GLS) colocados em aves têm provado ser altamente eficazes na descrição de movimentos de longa distância. O seu preço relativamente acessível permitir-nos-á usar um grande número de GLS e ir além da descrição de padrões gerais, focando antes em detalhes importantes e no teste de hipóteses. Os loggers utilizados, para além de fornecer a posição, fornecerão dados sobre a SST e a actividade das aves (tempo passado em voo e tempo poisadas no mar).


Em segundo lugar, depois de calibração da metodologia com os GLS, usaremos a composição em isótopos das penas sintetizadas no Inverno para aumentar ainda mais as nossas amostras e determinar a área de invernada de um grande número de indivíduos.


Esta abordagem permitir-nos-á testar hipóteses raramente consideradas em estudos de migração de aves marinhas: (1) as cagarras ajustam o timing e percursos migratórios às diferenças interanuais nos padrões climáticos e SST, ou são antes fiéis aos calendários e locais de invernada? (2) Diferem os padrões migratórios entre indivíduos adultos de idades e sexos diferentes (este estudo usará uma população de aves anilhadas, de idade conhecida), (3) Será a escolha dos percursos e timings migratórios afectada pelo sucesso reprodutor? (4) Será que os níveis de actividade (relacionados com o esforço dispendido) são diferentes de uma área de invernada para outra)? E correlacionam-se com variações espaciais e temporais da SST?


Analisaremos também a qualidade das penas, sintetizadas em áreas de invernada distintas, e contrastaremos essa qualidade com a SST, traços gerais da dieta (estudada através de isótopos estáveis) e características individuais das aves. Mais uma vez, este é um estudo pioneiro, que nunca foi, tanto quanto sabemos, tentado antes. A qualidade das penas pode estabelecer uma ligação entre acontecimentos nas zonas de invernada e de nidificação. Este tipo de ligações (embora mediadas por mecanismos diferentes) tem sido recentemente descrito para pequenas aves migradoras terrestres e são altamente relevantes para as teorias de estratégias de vida e para estudos de biologia da conservação.


Além disto, de forma a perceber melhor os mecanismos finos que ligam clima, SST e vários aspectos da demografia e comportamento das aves marinhas, investigaremos os efeitos a curto prazo das variações da SST (a uma escala semanal e diária) na dieta e sucesso alimentar de cagarras na Selvagem Grande (Madeira). As aves serão munidas de loggers de temperatura presos a uma pata. A variação diária da massa corporal de adultos e crias será monitorizada de forma a estimar o sucesso na alimentação. Serão colhidas amostras de conteúdos estomacais, por regurgitação.


Finalmente, usaremos dados demográficos, colhidos ao longo de 25 anos na Selvagem Grande, relacionando traços gerais do clima (revelados, por exemplo, pelo North Atlantic Oscillation Index (NAO) e pelo Southern Oscillation Index (SOI)) com as respostas demográficas das cagarras.


Os dados colhidos neste estudo permitirão modelar tendências futuras da população e representarão uma importante caracterização de situação de referência com a qual poderão ser feitas comparações futuras.


 






Membros do CESAM neste projecto
José Pedro Granadeiro
Participante, responsavel na equipa CESAM

Financiamento do CESAM: UIDP/50017/2020 + UIDB/50017/2020 + LA/P/0094/2020