Caring about the future

ARENARIA: Monitorização da Distribuição e Abundância de Aves nas Praias e Costas de Portugal
Investigador Responsável - José Pedro Granadeiro & Paulo Catry
Programa - NA
Período de Execução - 2009-11-01 - 2015-03-01 (64 Meses)
Entidade Financiadora - No funding
Instituicão Proponente - Universidade de Lisboa
Instituições Participantes
ISPA Instituto Universitário
Sociedade Portuguesa para o estudo das Aves

Descrição do Projecto

O Projecto Arenaria iniciou-se em 2009/10, através de uma parceria entre a Unidade de Investigação em Eco-Etologia (UIEE/ISPA), o Museu Nacional de História Natural (MNHN/UL) e a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA), altura em que foi feito o 1.º Censo Nacional de Aves Costeiras Invernantes em Portugal (ver Historial). Na primeira época de campo, a prioridade do projecto foi a obtenção de uma estimativa da distribuição e abundância das aves costeiras invernantes, através de uma cobertura da costa marítima tão ampla quanto possível.


No primeiro Inverno, a prioridade do projecto foi a obtenção de uma estimativa da distribuição e da abundância das aves costeiras invernantes, através de uma cobertura da costa marítima tão ampla quanto possível. A informação recolhida nesta primeira fase constitui uma base de referência para a interpretação futura da evolução das populações de aves costeiras invernantes na costa continental portuguesa, tendo sido ainda recolhida informação relevante para os Açores e a Madeira.


Torna-se agora essencial monitorizar estas populações ao longo do tempo. Nesse sentido, de modo a contribuir para o conhecimento das tendências das populações das aves costeiras a médio/longo prazo, pretende-se continuar a recolher informação, através que um esquema de monitorização regular baseado num conjunto de quadrículas pré-seleccionadas com base nos resultados do primeiro ano de trabalho de campo.


Objectivos


 


Para a época de 2011/12 o Projecto Arenaria tem como principais objectivos:


1. Consolidar o esquema de monitorização anual, baseado numa rede de locais pré-definidos (63 quadrículas), de modo a obter dados que permitam avaliar futuramente as tendências populacionais das aves, em particular as limícolas, que utilizam a faixa não estuarina da costa portuguesa durante o Inverno.


2. Obter informação relevante para a interpretação das tendências populacionais, nomeadamente informação relativa às variações espacio-temporais na abundância das diferentes espécies e das suas preferências de habitat.


3. Sensibilizar o público em geral para a conservação dos ecossistemas marinhos e costeiros e para a biodiversidade a eles associada.


 


Página web do projecto

http://sites.google.com/site/projectoarenaria/

Membros do CESAM neste projecto
José Pedro Granadeiro
Investigador Principal

Financiamento do CESAM: UIDP/50017/2020 + UIDB/50017/2020 + LA/P/0094/2020