Building the future by doing more together

ClimaTox - Impacto das alterações climáticas na toxicidade dos poluentes
Investigador Responsável - Inês Domingues
Programa - COMPETE - Programa Operacional Factores de Competitividade (POFC)
Período de Execução - 2013-07-01 - 2015-07-01 (24 Meses)
Entidade Financiadora - Fundação para a Ciência e a Tecnologia e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional
Financiamento Total - 139.934 €
Instituicão Proponente - Universidade de Aveiro
Instituições Participantes
Helmholtz Centre for Environmental Research (UFZ)

As alterações climáticas podem modular a ecotoxicidade de contaminantes ambientais de diversas formas. Primeiro, estas mudanças levarão a alterações em factores de stress tais como radiação ultravioleta, pH, concentração de oxigénio dissolvido e disponibilidade de nutrientes. Segundo, o aumento da temperatura pode afectar a disponibilidade de contaminantes. Terceiro, a disseminação de pestes, promovida pela alteração no clima, levará ao aumento no uso de químicos (especialmente para o controlo de pestes) e afectará a contaminação ambiental. A interdependência e potenciais efeitos sinérgicos destes factores para os organismos aquáticos não é bem compreendida, apesar de terem sido já reportadas diversas evidências de sinergismos. Este projecto pretende descrever e modelar a interação entre stressors ambientais e contaminantes químicos. O foco será a identificação de efeitos sinérgicos visto que têm uma grande relevância para a avaliação de risco ambiental. Assim, este projecto (i) avaliará a toxicidade de combinações primárias de stressors ambientais relacionados com as alterações climáticas e contaminantes ambientais e (ii) estudará os mecanismos de acção de combinações que tenham mostrado efeitos sinérgicos. As análises serão realizadas usando um modelo bem estabelecido, o teste com embriões de peixe zebra, que permite investigar uma série de parâmetros quantificáveis, desde os parâmetros convencionais em ecotoxicologia, passando por parâmetros subletais tais como perturbações bioquímicas e parâmetros neurotóxicos (batimento cardíaco, circulação sanguínea e resposta fotomotora). Para estudar os mecanismos sinergísticos exploraremos metodologias mais avançadas tais como o perfil de transcriptoma com “microarrays”.O objectivo é adoptar e desenvolver modelos bem estabelecidos na toxicidade de misturas, tais como o modelo de concentração-adição e acção independente, para a análise de stressors ambientais e químicos. A seleção dos nossos compostos modelo será baseada na assunção de que as alterações climáticas levarão à disseminação de várias pestes e consequentemente aumentará/ modificará o uso de pesticidas. O nosso foco serão compostos cuja utilização se espera que aumente e destes serão seleccionados compostos representativos de diferentes modos de acção. Finalmente, serão avaliadas quais as combinações de stressores ambientais e pesticidas têm maior relevância para a avaliação de risco ambiental.




Membros neste projecto

Investigador
Fabianne Ribeiro
Investigadora
Inês Domingues
Investigadora Responsável

Investigador
Investigadora

Financiamento do CESAM: