Building the future by doing more together

METOXCLIM - Contaminação de metais na perspectiva do aquecimento global: efeitos nas propriedades do solo e relação com alterações de toxicidade
Investigador Responsável - Susana Loureiro
Programa - Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização (02/SAICT/2017)
Período de Execução - 2018-06-01 - 2021-05-31 (36 Meses)
Entidade Financiadora - FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia, within the PT2020 Partnership Agreement and Compete 2020 co-funded by the FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional
Financiamento para o CESAM - 239105 €
Financiamento Total - 239105 €
Instituicão Proponente - Universidade de Aveiro







As alterações climáticas afetarão as componentes bióticas e abióticas dos solos e assim os serviços ecossistémicos. Isto piora em solos contaminados com metais onde os organismos lidam com múltiplos stressores e a toxicidade dos metais pode mudar em função do clima. A maioria dos estudos tem se focado em como fatores individuais (temperatura, humidade) afetam a toxicidade dos metais utilizando invertebrados do solo como bioindicadores. Contudo os efeitos do CO2, a radiação UV e a combinação de múltiplos fatores climáticos têm tido menos atenção. A maioria dos estudos têm utilizado solos de referência/artificiais em vez de solos contaminados do campo. O projeto METOXCLIM pretende avaliar como as componentes bióticas e abióticas de solos contaminados com metais podem ser afetadas pela atual perspetiva do aquecimento global, utilizando a toxicidade (avaliada com invertebrados) e as alterações nos parâmetros funcionais do solo (químicos, físico-químicos, microbiológicos) como indicadores de serviços ecossistêmicos. Os objetivos específicos são: 1) avaliar a sensibilidade dos diferentes parâmetros do solo (químicos, físico-químicos, microbiológicos) às mudanças induzidas por fatores individuais (temperatura do ar, humidade do solo, níveis atmosféricos de CO2, radiação UV) em solos contaminados com metais; 2) avaliar a sensibilidade das diferentes espécies de invertebrados às alterações de toxicidade induzidas pelos fatores individuais (temperatura do ar, humidade do solo, nivéis atmosféricos de CO2, radiação UV) em solos contaminados com metais; 3) avaliar como a toxicidade dos solos contaminados com metais pode ser afetada em diferentes cenários de aquecimento global, simulados por combinações de fatores (temperatura do ar, humidade do solo, nivéis atmosféricos de CO2, radiação UV), utilizando invertebrados como bioindicadores, e a sua relação às alterações nos parâmetros funcionais do solo (químicos, físico-químicos, microbiológicos). As combinações dos fatores serão baseadas nos cenários previstos pelo IPCC para 2100. O projeto METOXCLIM melhorará a capacidade de prever as consequências do aquecimento global nos solos degradados, permitindo uma melhor preservação/sustentabilidade dos serviços ecossistêmicos.



https://metoxclim.weebly.com/

Membros neste projecto
Ana Rita R. Silva
Investigadora
Carla P. Quintaneiro A.
Co-coordenadora
Isabel Henriques
Investigadora
Marta Salgueiro Alves
Bolseira Investigação
Susana Loureiro
Coordenadora

Financiamento do CESAM: