Caring about the future

EPyRIS - Estratégia conjunta para a Proteção e Restauração dos ecossistemas afetados por Incêndios florestais. (Gestão integrada em zonas naturais de alto risco)
Investigador responsável no CESAM - Jan Jacob Keizer
Programa - Programa Interreg Sudoe (SOE2/P5/E0811)
Período de Execução - 2018-03-01 - 2022-02-28 (48 Meses)
Entidade Financiadora - FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional
Financiamento para o CESAM - 220000 €
Financiamento Total - 1124784 €
Instituicão Proponente - Empresa de Transformación Agraria S.A. Tragsa
Instituições Participantes
Universidade de Aveiro
Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda (ESTGA), Universidade de Aveiro
Office National des Forêts, France
Universitat de València, Spain
Universidad de Santiago de Compostela Facultad de Ciencias Económicas y Empresariales, Spain
Instituto Galego da Calidade Alimentaria Servicios centrais / Centro de Investigación Forestal de Lourizán, Spain
Tecnologías y Servicios Agrarios, SA Subdirección de Medio Ambiente, Pesca e Ingeniería Gerencia de Desarrollo Rural y Política Forestal, Spain

Descrição do Projecto
Sudoeste Europeu partilha a ameaça dos incêndios florestais, acrescida num cenário de mudança socioeconómica e climática. A biodiversidade, solo e serviços de ecossistema são recursos diretamente afetados, tanto na área de incêndio como a jusante, com riscos adicionais como a contaminação de água potável, inundações, danos a infraestruturas, destruição de colheitas ou perda de produtividade do território. A janela de oportunidade para efetivamente estabilizar as áreas afetadas é bastante reduzida no tempo e recursos, especialmente no caso de grandes incêndios, e a resposta imediata é crucial para otimizar os benefícios das subsequentes ações de emergência. O EPyRIS oferece uma estratégia de gestão conjunta que permite abordar efetivamente os riscos resultantes da ocorrência de incêndios florestais em espaços naturais do SUDOE. Consolida, harmoniza e instrumentaliza critérios, procedimentos e contribuições do campo científico para sua utilidade na gestão. Facilitar uma análise imediata da vulnerabilidade a esses riscos, otimizar os procedimentos de emergência pós-fogo e capitalizar o conhecimento científico sobre a gestão do território são os objetivos específicos, usando uma abordagem transnacional inclusiva com a participação de agentes envolvidos na gestão em diferentes níveis (Estado, Regional / Local, etc.), a fim de obter critérios acordados e facilitadores de cooperação entre gestores com realidades específicas de um problema comum. O uso de infraestruturas públicas de dados e normas de interoperabilidade é fundamental na implementação harmonizada e adaptada às necessidades de cada gestor, de acordo com as particularidades do território. As administrações e entidades regionais e nacionais com poderes executivos beneficiarão inicialmente da produção do projeto para uma gestão mais eficaz e eficiente, enquanto os outros agentes envolvidos (pessoas locais, agentes económicos, utilizadores de ecossistemas e serviços de ecossistema, etc.) beneficiarão seguidamente.

O projeto EPyRIS irá implementar uma estratégia de gestão de áreas naturais vulneráveis a processos de erosão, perda de produtividade, processos que desencadeiam desertificação, e derivados da elevada exposição a incêndios florestais (IIFF). Permitindo assim, uma adaptação das políticas de prevenção de áreas naturais de risco e harmonização de critérios de resposta em áreas afetadas, incluindo a aplicação de medidas inovadoras de estabilização de áreas sensíveis e a priorização das áreas de aplicação. EPyRIS coliga o conhecimento gerado da análise da severidade do incêndio através de técnicas de deteção remota (TOT) e campo para o tratamento antecipada e otimização da resposta. A sua implementação é acompanhada por soluções de TIC para a sua implementação eficaz, maximizando assim o aproveitamento de infraestruturas públicas de dados (espaciais e alfanuméricos) para o diagnóstico prévio e pós-fogo da vulnerabilidade, do dano (caso exista), e os riscos derivados a longo prazo.





Membros do CESAM neste projecto
Ana Paula Gomes
Investigadora
Ana Rita Lopes
Bolseira Investigação
Antonio Girona-García
Co-Coordenador
Jan Jacob Keizer
Coordenador
Joana Silva
Bolseira de Investigação
Sandra M. Valente
Investigadora

Financiamento do CESAM: