HOME  »  Notícias
 
Investigação do CESAM em destaque no Jornal Público

23/04/2014
Um artigo no jornal Público destaca a importância das sucessões tróficas associadas a fontes orgânicas temporárias no alto mar, como troncos de madeira ou carcaças de animais, para estudar as comunidades marinhas.
Os projetos Chemeco (EU) e Carcace (FCT), este último coordenado pela investigadora do CESAM Ana Hilário, são referidos como casos de estudo de ecossistemas estabelecidos no alto mar a partir de matéria orgânica depositada.
Notícia: http://www.publico.pt/ciencia/.....

Cocktails de pesticidas prejudicam a saúde dos solos

14/04/2014
Utilizados para combaterem pragas, os cocktails de pesticidas usados na agricultura estão a provocar efeitos nefastos nos organismos que regeneram o ecossistema terrestre e, por isso, a porem em causa a saúde dos solos nacionais. Esta é a principal conclusão do trabalho de uma equipa de biólogos do CESAM que analisou os efeitos de misturas de pesticidas utilizadas em larga escala, não só no país como por toda a Europa, em organismos que, não sendo o alvo a abater, sofrem danos por ação dos químicos. Sem eles, e por consequência sem o papel crucial que desempenham na decomposição da matéria orgânica e na redistribuição dos nutrientes, os solos agrícolas não se conseguem manter saudáveis.
Mais detalhes: http://uaonline.ua.pt/pub/deta.....

Equipa do CESAM estuda a mitigação da erosão do solo que ocorre depois dos incêndios florestais

01/04/2014
UA no maior projeto da União Europeia contra a degradação dos solos europeus

Ninguém sabe em que estado se encontra a saúde dos solos portugueses. Certo é que a variedade e a intensidade das ameaças são enormes. Entre os culpados, a desertificação e a impermeabilização dos terrenos surgem à cabeça de uma imensa lista de fenómenos. Para avaliar pela primeira vez o estado dos solos nacionais, identificar e estudar os fenómenos que os afetam e desenvolver soluções inovadoras para impedir que, a longo prazo, o sul do país – principalmente – se transforme num deserto árido, uma equipa de investigadores da UA tem já as mangas arregaçadas. A missão dos cientistas portugueses faz parte do RECARE. O projecto, o maior da União Europeia no que toca ao estudo de medidas de prevenção e remediação da degradação dos solos europeus, é lançado oficialmente a 1 de abril e conta com uma equipa multidisciplinar de investigadores de 27 organizações europeias.
Mais detalhes: http://uaonline.ua.pt/pub/deta.....mp;c=37876

O projeto RECARE junta-se aos agentes e à população local na iniciativa ‘Plantar o Caramulo’

28/03/14
No dia 22 de Março de 2014, investigadores do CESAM participaram na iniciativa ‘Plantar o Caramulo’, promovida pela Câmara Municipal de Tondela em conjunto com outras entidades regionais e locais. Agentes e comunidades locais juntaram esforços num movimento voluntário para plantar 10,000 árvores (carvalho-alvarinho e bétula) para restaurar algumas das terras públicas que foram afectadas pelos grandes incêndios florestais que consumiram mais de 9,000 hectares de floresta na Serra do Caramulo durante o Verão de 2013. Estes incêndios desencadearam não apenas a perda de vidas humanas mas também grandes impactos ambientais e socioeconómicos. Na área da ‘União de Freguesias de São João do Monte e de Mosteirinho’, uma das áreas de estudo do projeto RECARE, foram plantadas cerca de 600 árvores com grande entusiasmo apesar das condições meteorológicas adversas.
A iniciativa foi um enorme sucesso, contando com mais de 1,000 voluntários de organizações e associações locais, escolas e cidadãos, demonstrando a sensibilização dos agentes locais para os impactos diretos e indiretos dos incêndios florestais e a necessidade de implementar soluções para reabilitar as áreas ardidas e mitigar a degradação do solo.
Mais informação sobre a iniciativa em: http://www.cm-tondela.pt/plantarocaramulo/ ou http://cmtv.sapo.pt/atualidade.....amulo.html

Investigadores da UA propõem nova solução para inactivação de bactérias multirresistentes em esgotos

25/03/2014
Uma equipa multidisciplinar da Universidade de Aveiro, tem vindo a trabalhar em novas aplicações de métodos utilizados noutras áreas científicas no sentido de procurar uma solução para a resistência de estirpes bacterianas a vários antibióticos.
Um destes métodos, designado por terapia fotodinâmica, tem vindo a ser testado no tratamento de esgotos hospitalares onde são frequentemente encontradas essas bactérias multirresistentes e, segundo os estudos realizados até agora, mostra ser bem mais eficiente que outras abordagens convencionais.
Mais detalhes: http://www.cienciahoje.pt/inde.....

Projeto ADAPT-MED

17/03/14
O ADAPT-MED é um projecto de investigação europeu, que visa acompanhar os elementos de governação na elaboração de estratégias de adaptação às alterações climáticas, tendo em conta: a sua incerteza inerente; os riscos costeiros; a conservação dos ecossistemas; o planeamento urbano; e a gestão da água. O Projecto envolve parceiros em França (ACTeon e BRGM), na Grécia (Universidade de Atenas) e em Portugal (ISCTE e a Universidade de Aveiro-CESAM), que irão trabalhar sobre três casos de estudo distintos em como a percepção sobre as alterações climáticas afecta o processo de decisão a todos os níveis (económico, social e ambiental). Esta metodologia é inovadora no aspecto que junta a psicologia, as ciências socioeconómicas, as ciências políticas e as ciências naturais (geografia, geomorfologia e biologia marinha). O Projecto teve início em 2013 e tem a duração de 24 meses.

Artigo do CESAM em destaque na plataforma 'Global Medical Discovery'

12/03/14
O artigo 'Nucleic acid changes during photodynamic inactivation of bacteria by cationic porphyrins', publicado na revista 'Bioorganic and Medicinal Chemistry' com autoria de membros do CESAM, foi selecionado como sendo um artigo de relevo para o avanço da investigação em ciências biomédicas pela plataforma 'Global Medical Discovery'.
Link: http://globalmedicaldiscovery......

Investigadores do CESAM publicam em revista da Royal Society sobre animais com cloroplastos

11/03/13
Animais que realizam a fotossíntese e conseguem sobreviver durante semanas sem ingerir alimento? Sim, existem. E, apesar de pouco conhecidos do grande público, a Ciência conhece-os desde o século XIX, sendo vulgares na costa portuguesa. Uma equipa de investigadores da Universidade de Aveiro publicou um artigo na Philosophical Transactions of Royal Society B, periódico de grande impacto científico, e tem vindo a desenvolver trabalho de investigação sobre ”kleptoplastos”, nome dado neste contexto aos cloroplastos, os organelos celulares responsáveis pela fotossíntese.

Abstract do artigo aqui.

Onde está o esquilo? É o que investigadora do CESAM tenta descobrir

06/03/14
O pequeno esquilo-vermelho já povoou todo o país, há muitos séculos. Mas com os bosques a caírem para que a sua madeira levasse os portugueses para outras paragens, o pequeno bicho perdeu o seu habitat e desapareceu. Entretanto voltou mas por onde andará? É isso que um estudo do CESAM/UA pretende descobrir.
Rita Gomes Rocha criou o projecto Esquilo-Vermelho em Portugal com o objectivo de conhecer melhor esta espécie, os seus padrões de comportamento e identificar os factores que podem influenciar a sua expansão, disse ao jornal PÚBLICO. Os dados recolhidos serão o objecto de estudo no âmbito do pós-doutoramento que faz na UA.
Notícia no jornal PÚBLICO: http://www.publico.pt/local/no.....bsp; />Ciência Hoje: http://www.cienciahoje.pt/inde.....


 

Biólogos da UA à descoberta do mundo selvagem do planeta

28/02/2014
Biologia e genética, gestão e conservação de populações animais, estudo dos ecossistemas e da biodiversidade são algumas das áreas que a Unidade de Vida Selvagem da UA/CESAM abraçou dentro e fora do país. Coordenada pelo biólogo Carlos Fonseca, a UVS tem hoje nas suas fileiras cerca de meia centena de investigadores que, divididos entre o território nacional, vários países europeus, o Brasil, a Bolívia, Cabo Verde e Moçambique, ajudam a desbravar as muitas respostas que a Natureza tem ainda para dar ao Homem. E a contribuir para uma relação harmoniosa entre a espécie humana e o meio ambiente.

Entrevista: http://uaonline.ua.pt/pub/detail.asp?c=37493