HOME  »  Notícias
 
Jacob Keiser e Nelson Abrantes analisam impacto dos incêndios

14/10/2016

Desde o início do ano mais de 160 mil hectares de floresta foram consumidos pelas chamas, a área ardida mais do que duplicou em relação a 2015. Depois do combate aos fogos, com a descida da temperatura, é tempo de olhar para o que sobrou. Nesta edição, ouvimos a opinião de Jacob Keiser e Nelson Abrantes, especialistas do Departamento de Ambiente e Ordenamento e CESAM, sobre o impacto dos incêndios nos solos, nos sistemas aquáticos, na biodiversidade e apontamos caminhos para prevenir a erosão. Este é um dos assuntos que esteve em destaque na emissão do Click do dia 15 de outubro, o programa radiofónico da UA transmitido aos sábados depois das notícias das 15h00 na Antena 1.

Mais informação em: http://uaonline.ua.pt/pub/deta.....

Golfinhos portugueses têm das maiores concentrações de mercúrio da Europa

19/9/2016

Os golfinhos da costa portuguesa têm dos níveis mais elevados de mercúrio no organismo quando comparados às populações que habitam na restante costa europeia. A quantidade deste metal pesado altamente tóxico para a saúde, e cujos valores presentes nas populações nacionais de golfinhos foram investigados por uma equipa de biólogos da UA, só é mesmo ultrapassada pelas espécies que habitam nas costas dos mares Mediterrâneo e Adriático. A investigação da UA deixa o alerta e diz que podemos estar perante um “potencial problema associado ao mercúrio no ecossistema marinho em Portugal”.

Os investigadores lembram que a principal via de entrada do mercúrio e de outros poluentes químicos nos golfinhos ocorre por ingestão. A bióloga do Departamento de Biologia/CESAM Sílvia Monteiro, salienta que “algumas das presas principais destes golfinhos são espécies comerciais importantes, pelo que representam alimento frequentemente ingerido pelos humanos”.

Apesar da comunidade científica mundial pouco ainda saber sobre os efeitos dos poluentes químicos na saúde dos golfinhos, Sílvia Monteiro lembra que “existem já vários estudos que mostram que a exposição a metais pesados interfere no desenvolvimento e crescimento, em processos neurológicos e no sucesso reprodutivo, e pode provocar alterações mutagénicas, imunossupressão e danos hepáticos e renais”.

Mais informação em: http://uaonline.ua.pt/pub/deta.....

Trabalho desenvolvido por investigadores do DAO/CESAM publicado em newsletter da Rede Rural Nacional sobre a temática dos fogos florestais e recuperação de áreas ardidas

16/09/2016

O trabalho realizado pelo Laboratório de Eco Hidrologia do CESAM “Ensaio científico sobre erosão hídrica na sequência de fogos florestais”, foi recentemente publicado na Folha Informativa da Rede Rural - N.º 70 - set 2016 - Especial Floresta. Trata-se de uma edição especial dedicada às boas práticas de gestão florestal.

O equipa do Laboratório de Eco Hidrologia está presentemente a realizar um ensaio científico, em condições de campo, com o intuito de testar a eficácia da aplicação de uma camada de resíduos florestais, provenientes do corte de eucaliptais, sobre solo recentemente queimado como medida de proteção contra a erosão hídrica.

Newsletter: http://www.rederural.pt/index......Itemid=224

DBio/CESAM lidera projeto europeu de educação florestal

14/09/2016

Gestão florestal sustentável é o objetivo da mais recente parceria internacional conduzida pelos biólogos da UA

FOREST-IN: INovative and Educational INformation for the Sustainable FOREST Management by Smallholders é o novo projeto europeu que a Universidade de Aveiro (UA), através do Departamento de Biologia (DBio), viu recentemente aprovado. O financiamento comunitário, que ultrapassa os 320 mil euros, foi obtido pelo programa Erasmus+, o instrumento financeiro da Comissão Europeia para a Educação. Neste caso, a educação florestal de todos os agentes do universo florestal, desde os pequenos proprietários e técnicos florestais aos grandes decisores, será o enfoque principal desta missão que terá a duração de três anos.

O projeto FOREST-IN partiu da necessidade de criar uma plataforma de entendimento que unisse os vários agentes florestais de Portugal, Espanha e França, países que, de modo geral, enfrentam problemáticas florestais semelhantes. Nestes países, o predomínio da propriedade florestal privada, de muito reduzida dimensão e maioritariamente sob a gestão de proprietários sem formação técnica na área, levam à proliferação de práticas que por vezes ameaçam a integridade e produtividade florestal e condicionam os serviços do ecossistema como um todo, sendo urgente a partilha de boas práticas e o fomento da educação florestal.

A UA prestará toda a fundamentação e acompanhamento científico em diversas áreas (floresta, biodiversidade, sustentabilidade e comunicação).

Mais informação em: http://uaonline.ua.pt/pub/deta.....

Projeto MARSH-C-LEVEL - Seminário final a 29 de setembro, na Biblioteca de Estarreja

13/09/2016

Investigadores da UA apresentam conclusões do projeto sobre evolução do sapal na Ria

Que alterações houve nos sapais do Baixo Vouga Lagunar (incluindo juncal e caniçal) na última década? Qual a importância dos sapais como sumidouro de carbono? O armazenamento de carbono nos sapais do Baixo Vouga Lagunar será afetado pela subida do nível do mar? Estas são as perguntas fundamentais às quais o projeto “MARSH-C-LEVEL - Papel dos sapais do Baixo Vouga Lagunar no armazenamento de carbono como serviço do ecossistema: Efeitos da subida do nível do mar” procurou responder. As conclusões serão apresentadas no seminário final do projeto, a 29 de setembro, às 14h30, na Biblioteca Municipal de Estarreja.

Esperamos contar com a vossa presença!

Agradecemos confirmação da presença através do e-mai:l marsh.c.level@gmail.com />
Mais informações acerca do projeto em:
http://uaonline.ua.pt/pub/detail.asp?c=47673    
http://www.cesam.ua.pt/index.p.....

Documentário "Deriva Litoral" exibido no Teatro Aveirense

6/09/2016

No próximo dia 27 de setembro, pelas 21h30, vai ser exibido no Teatro Aveirense o documentário "Deriva Litoral" de Sofia Barata, com participação dos departamentos de Ambiente e Ordenamento, Engenharia Cívil, Física e Geociências da UA e do CESAM.

A não perder!!

Comissão Europeia seleciona projeto IMPRINT+, liderado pelo DBio/CESAM, como referência no Empreendedorismo Jovem

5/09/2016

O Projeto “Imprinting an ecological compensation reasoning on society by means of young citizens - IMPRINT+” foi o único projeto português selecionado pela Comissão Europeia para integrar um grupo de trabalho dedicado à Educação para o Empreendedorismo. O projeto, liderado pelo Departamento de Biologia (DBIO) da Universidade de Aveiro (UA), enquadra-se nas parcerias internacionais estratégicas para o Ensino Escolar, financiadas pelo programa Erasmus+.

Com menos de um ano de vida, o projeto IMPRINT+ tem vindo a posicionar-se como um projeto de referência na educação ambiental e na cidadania participativa, nos vários países que integram o consórcio. Agora foi a própria Comissão Europeia, que financia o projeto através do programa Erasmus+, a reconhecer a sua relevância na área do Empreendedorismo Jovem.

O projeto IMPRINT+ objetiva a promoção de comportamentos ambientalmente responsáveis através de jogos e competições pedagógicas. O público-alvo primário são as crianças e jovens, mas as mensagens são destinadas à sociedade como um todo, assumindo-se o poder mobilizador dos mais jovens para as mudanças de comportamento. O caráter inovador do projeto prende-se com a sua multidisciplinaridade e com o facto de aliar a conservação de recursos naturais e a educação ambiental com o empreendedorismo verde.

Mais informação em: http://uaonline.ua.pt/pub/deta.....

Oceanário de Lisboa firma parceria com a UA

23/08/2016

Parceria com vista à recuperação, saúde e ecologia de animais marinhos

A Universidade de Aveiro (UA) e o Oceanário de Lisboa assinaram um acordo de parceria a 19 de agosto, que vigorará por um ano, com possibilidade de renovação, consolidando a colaboração que já existia anteriormente. O documento enquadra a colaboração na área das ciências marinhas aplicadas à reabilitação, saúde e ecologia de animais marinhos a desenvolver pelo Centro de Pesquisa e Reabilitação de Animais Marinhos (CPRAM), unidade integrante do ECOMARE-Laboratório para a Inovação e Sustentabilidade dos Recursos Biológicos Marinhos, sob responsabilidade da UA.

O envolvimento do Oceanário de Lisboa nas atividades do CPRAM vem alargar, de modo muito expressivo, o âmbito das parcerias que tornam possível o ECOMARE e que já envolviam a Sociedade Portuguesa da Vida Selvagem, a Administração do Porto de Aveiro e a Câmara Municipal de Ílhavo.

O ECOMARE será composto, para além do CPRAM, pelo Centro de Extensão e de Pesquisa Ambiental e Marinha (CEPAM) e por uma biblioteca de organismos vivos – Biblioteca de Invertebrados Marinhos e Simbiontes Microbianos, entre outras valências.

Mais informação em: http://uaonline.ua.pt/pub/detail.asp?c=47466

Deriva Litoral - o impacto da erosão costeira em Portugal

26/07/2016

Documentário co-produzido pela Fábrica Centro Ciência Viva e pela UA apresentado no Festival Internacional de Cinema de Avanca 2016

"Deriva Litoral - o impacto da erosão costeira em Portugal", um documentário longa-metragem co-produzido e realizado pela Fábrica Centro Ciência Viva e pela Universidade de Aveiro, será apresentado em estreia mundial no Festival Internacional de Cinema de Avanca, que decorre entre 27 e 31 julho. A estreia do documentário "Deriva Litoral” está agendada para o dia 30 de julho, pelas 17h00, no Auditório Paroquial de Avanca.

Este documentário é baseado em entrevistas a investigadores da Universidade de Aveiro, reúne um vasto conjunto de imagens reais, locais e factos acompanhadas de explicações científicas. Trata-se de uma análise dos agentes que estão na origem do problema e de um exercício de reflexão sobre soluções futuras. O filme contou com participação dos departamentos de Ambiente e Ordenamento, Engenharia Civil, Física e Geociências da Universidade de Aveiro e do Laboratório Associado Centro de Estudos do Ambiente e do Mar – CESAM.

A produção iniciou-se a partir do inverno de 2013-2014, quando a costa portuguesa foi fustigada por fortes tempestades e agitação marítima prolongadas. As zonas costeiras foram notícia pelas piores razões e, nos últimos anos, tem-se verificado em Portugal um avanço progressivo do mar, pondo em causa a segurança de pessoas e bens — as praias portuguesas estão a perder areias! Por vários factores. E a informação que nos chega parecia não ser suficiente para a compreensão de todos estes fenómenos. Torná-la melhor e acessível a todos tronou-se fundamental, numa altura em que a comunidade científica debate os problemas da erosão e as suas causas. 

Mais informação em: http://uaonline.ua.pt/pub/deta.....

Área de estudo abrange toda a plataforma continental do Atlântico Europeu

21/07/2016   

Biólogos da Universidade de Aveiro participam em censo aéreo de cetáceos

Biólogos da Universidade de Aveiro (UA), do Departamento de Biologia (DBio) e do Centro de Pesquisa e Reabilitação de Animais Marinhos (CPRAM), participaram nas campanhas de censo aéreo de cetáceos integrada no projeto SCANS III, realizadas entre os dia 6 e 14 de julho, que contou com a equipa de biólogos do projeto LIFE+ MarPro, coordenado por Catarina Eira, investigadora do DBio e do Centro de Estudos do Ambiente e do Mar (CESAM), e por biólogos da equipa do CPRAM-ECOMARE.

A área de estudo abrange toda a plataforma continental do Atlântico Europeu, desde o Estreito de Gibraltar até à Noruega. Em simultâneo, estão a operar três navios dedicados à monitorização de áreas offshore e sete aeronaves que irão amostrar a zona da plataforma continental. Nesta campanha e para a Península Ibérica foram amostrados 75 percursos desde o Estreito de Gibraltar até à fronteira com o Sul de França.

Durante este trabalho foram efetuados 376 avistamentos de grupos de cetáceos, totalizando 3870 indivíduos, com seis avistamentos individuais de tartarugas-comuns.

Para mais informações sobre o SCANS III, visitar a página oficial do projeto projeto SCANS III.

http://uaonline.ua.pt/pub/deta.....