HOME  »  Notícias
 
Estudo liderado pela investigadora Ana Cláudia Dias do Departamento de Ambiente e Ordenamento e do CESAM revela que a indústria da cortiça ajuda a atenuar alterações climáticas

1/2/2016

Usar produtos de cortiça, para além de estar na moda e de servir a economia nacional, contribui para remover da atmosfera gases com efeito de estufa. O resultado do estudo coordenado pela UA, o primeiro no país a quantificar a pegada de carbono do setor da cortiça, não deixa dúvidas quanto aos poderes ecológicos do sobreiro e do ecossistema que o envolve: por cada tonelada de cortiça produzida, o montado sequestra mais de 73 toneladas de dióxido de carbono, o equivalente às emissões daquele gás libertadas para percorrer cerca de 450 mil quilómetros de automóvel.

“Este trabalho dotou o setor da cortiça de informação e ferramentas que permitem apoiar a tomada de decisão no que respeita a práticas que possam otimizar a pegada de carbono do setor e reforçar o papel do setor como elemento importante na mitigação das alterações climáticas”, aponta Ana Cláudia Dias

Mais einformação em: http://uaonline.ua.pt/pub/deta.....

Opinião de Frank Verheijen e de Ana Catarina Bastos publicada na Nature - CESAM researchers advocate change of transnational policy soils

7/01/2016

Investigadores do CESAM apelam a uma política transnacional para a gestão de solos num artigo de correspondência na prestigiada revista Nature

O solo constitui a interface água-ar-vida do nosso planeta e, como tal, a gestão desta interface tem implicações cruciais para os ecossistemas que esta suporta. Paralelamente, a gestão do solo desempenha um papel crucial na regulação da qualidade da água e ar, incluindo as alterações climáticas, na saúde humana e na segurança alimentar. A atual política para a gestão de solos é sustentada na ideia de que o solo "não se move" e, portanto, deve apenas ser gerido localmente, como discutido num artigo de opinião recente publicado na Nature por Luca Montanarella do ‘Joint Research Centre’ da Comissão Europeia.

Os investigadores do CESAM, Frank Verheijen (DAO) e Ana Catarina Bastos (DBIO) apresentaram - num artigo de correspondência na mesma revista - um caso para o alcance transnacional da gestão dos solos. Os investigadores pretendem anular o argumento persistente de que o solo "não se move" e instar os responsáveis políticos a incluir a gestão dos solos no plano de ação aos desafios globais do nosso planeta.

Mais detalhes em: http://uaonline.ua.pt/pub/deta.....

Opinião de Alfredo Rocha, investigador do Departamento de Física e do CESAM - A Ciência das Alterações Climáticas – A Conferência de Paris… e depois?

10/12/2015

Alfredo Rocha, especialista em Climatologia da Universidade de Aveiro, explica o que está em causa na Conferência sobre Alterações Climáticas das Nações Unidas, que decorre em Paris, e deixa uma certeza: “a concentração atmosférica de gases com efeito de estufa irá aumentar durante as próximas décadas e alterações climáticas ir-se-ão fazer sentir durante um período mais longo”. O mal está feito mas, garante, as nossas ações imediatas poderão atenuar a tendência.

A Conferência sobre Alterações Climáticas das Nações Unidas 2015 (COP21) decorre entre 30 de novembro e 11 de dezembro de 2015 em Paris. O principal objetivo desta conferência é chegar a um acordo internacional sobre a redução de emissões de gases com efeito de estufa a implementar até 2020 com o fim de limitar a +2ºC o aumento da temperatura média global à superfície da Terra em 2100 relativamente ao seu valor na era pré-industrial. Este limite representa um valor acima do qual ocorrerão alterações irreversíveis no ambiente e uma dependência maior e longa de tecnologias de mitigação como a bioenergia e a captura/armazenamento de carbono.

Mais informação em: http://uaonline.ua.pt/pub/deta.....

Equipa de investigação do dbio-CESAM da UA no projeto europeu HORIZON 2020 NanoFASE

10/12/2015

O projeto NanoFASE- Nanomaterial Fate and Speciation in the Environment é o novo projeto HORIZON 2020 coordenado pelo Dr. Claus Svendsen (NERC-CEH) (01/09/ 2015-31/08/2019).

O NanoFASE marcou o início desta colaboração de 4 anos com uma reunião em outubro 2015, que decorreu em Barcelona, e reuniu representantes dos 42 parceiros que fazem parte do consórcio. Ao longo de 3 dias, ​​os investigadores do NanoFASE, pertencentes a diversas áreas/ disciplinas, tiveram a oportunidade de discutir as temáticas de uma forma multidisciplinar e delinear a sua integração com o intuito de elucidar o destino ambiental e especiação de nanomateriais manufaturados em toda a cadeia de valor.

A UA faz parte do consórcio e a equipa de investigação coordenada por Susana Loureiro, Investigadora Auxiliar do CESAM-DBIO, é responsável pelo estudo da bioacumulação e cinética em organismos não alvo aquáticos e edáficos, em estreita colaboração com a Vriej Universiteit, em Amsterdão (Prof. Kees van Gestel). No applEE- grupo I & D em Ecologia Aplicada e Ecotoxicologia, serão ainda utilizados mesocosmos terrestres e aquáticos para avaliar os destinos bióticos e abióticos dos nanomateriais em diversas cadeias alimentares.

Investigadora do Departamento de Ambiente e Ordenamento e do CESAM em Paris pelo futuro do planeta

3/12/2015

Fátima Alves participa na Conferência Mundial do Clima

Fátima Lopes Alves, Professora do Departamento de Ambiente e Ordenamento (DAO) e investigadora do CESAM, participa na Conferência Mundial do Clima que, em Paris, de 30 de novembro a 11 de dezembro, tentará encerrar os trabalhos com um novo acordo mundial para limitar as mudanças climáticas e o aquecimento global. A convite da Coastal & Marine Union (EUCC Atlantic), a Investigadora da Universidade de Aveiro (UA), nos dias 3 e 4 de dezembro, participa nos eventos relacionados com a Gestão dos Oceanos e das Zonas Costeiras.

Informação mais detalhada em:
http://uaonline.ua.pt/pub/detail.asp?c=44522
http://www.diarioaveiro.pt/not.....a-em-paris


 

“Os solos têm um papel essencial a desempenhar nas discussões sobre Mudanças Climáticas” - Opinião de Jan Jacob Keizer, Investigador do CESAM

2/12/2015

No Dia Mundial do Solo, a 5 de dezembro de 2015, Jan Keizer, investigador do CESAM e coordenador do RECARE em Portugal, faz o balanço do trabalho já realizado por aquele que é o maior projeto da União Europeia no que toca ao estudo de medidas de prevenção e remediação da degradação dos solos europeus. O especialista em erosão do DAO e do CESAM, a três anos do término do projeto, garante que os cientistas continuam a trabalhar para encontrar soluções para proteger os nossos solos.

Os investigadores do RECARE (incluindo uma equipa da Universidade de Aveiro) estão a trabalhar com as populações locais em 17 casos de estudo distribuídos pela Europa para colocar em prática soluções para salvar os solos. Intervenções de baixa tecnologia, mas cientificamente informadas, estão em curso para transformar a proteção dos solos e as vidas dos que são afetados.

Mais informação em: http://uaonline.ua.pt/pub/deta.....

CONCURSO DE FOTOGRAFIA BLUE SOCIETY - "YOUR OCEAN, YOUR FUTURE"

2/11/2015

Participe no Concurso de Fotografia da Blue Society sobre o tema “Your Ocean, Your Future”. Deixe a sua imaginação e criatividade soltarem-se para nos apresentar, através de uma imagem, a sua visão positiva sobre o papel que o Oceano desempenha ou pode desempenhar na nossa vida diária, vivendo ou não perto dele.

Pode apresentar fotos em 6 categorias:
- Oceano e transporte
- Oceano e comida
- Oceano e saúde
- Oceano, turismo e lazer
- Oceano e energia
- Oceano, um lugar para viver

Os prémios incluem 6 câmaras de drones Lâmina 200QX e a oportunidade de ter o seu trabalho exposto no Parlamento Europeu!

Este concurso tem como objetivo o uso da fotografia para destacar os serviços e recursos fornecidos pelo Oceano, bem como as oportunidades que ele oferece, e promover um compromisso no sentido de uma gestão sustentável dos mares e oceanos.

EU QUERO PARTICIPAR!

Este concurso é aberto a todos os fotógrafos, tanto amadores ou profissionais. Todas as fotos serão compilados na galeria na página do Facebook da Blue Society. A sua participação neste concurso não prejudica o seu próprio direito de autor sobre as imagens apresentadas.

Leia o regulamento completo do concurso aqui.

Mais detalhes aqui.

Estudo desenvolvido por investigadores do CESAM vence prémio de melhor póster em encontro internacional

29/09/2015

O estudo “Risk assessment of Portuguese children dietary exposure to co-occurring mycotoxins in processed cereal-based foods”, desenvolvido no âmbito do projeto MYCOMIX, foi distinguido com o prémio melhor póster (best poster award) pela MoniQA Association. A MoniQA Association é uma rede internacional interdisciplinar que integra membros de diversas áreas da segurança alimentar, nomeadamente, laboratórios, institutos públicos, indústria, centros de investigação e universidades.

A atribuição deste prémio ocorreu no âmbito da 5th MoniQA International Conference "Food and Health - Risks and Benefits" on "Innovative Technologies for Food Quality and Safety Management", evento organizado pela MoniQA Association e que decorreu entre os dias 16 e 18 de Setembro no Porto. Os resultados deste trabalho foram recentemente submetidos para publicação em revista científica internacional e a apresentação do póster, agora premiado, esteve a cargo do doutorando Ricardo Assunção, investigador do Departamento de Alimentação e Nutrição do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge & CESAM.

A colaboração entre investigadores do CESAM pertencentes ao departamento de Biologia e ao Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge no âmbito do projeto MYCOMIX prende-se com a avaliação preliminar do risco associado à presença de contaminantes alimentares (micotoxinas simples ou em misturas) em farinhas lácteas à base de cereais consumidas por crianças.

Censos da População de Veados - Montesinho (Lombada) 2015

29/09/2015

Unidade de Vida Selvagem - Wildlife Research Unit

No âmbito da monitorização da população de veados na Zona de Caça Nacional da Lombada (Parque Natural de Montesinho), a 8.ª edição dos censos destes cervídeos, será realizada nos dias 2 e 3 de Outubro. Esta atividade é promovida pela Unidade de Vida Selvagem do Departamento de Biologia da Universidade de Aveiro (UVS, DBIO-UA), em colaboração com o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Bragança (ESA-IPB). No dia 1 de Outubro, quinta-feira, às 18h30m, será realizada, no Auditório Dionísio Gonçalves, na ESA-IPB uma sessão de esclarecimento. O número de vagas está limitado a 32 pessoas. Agradecemos que confirmem a vossa participação na sessão de esclarecimento e no censo populacional até quarta-feira, dia 30 de Setembro para os seguintes contactos: João Santos (joaovalente@ua.pt) ou Rita Torres (rita.torres@ua.pt).

Marina Cunha, bióloga da UA e CESAM, entre os autores do documento “Ir mais Fundo: Desafios Cruciais da Investigação do Mar Profundo no Século XXI”

02/09/2015

Relatório europeu pede mais investigação do mar profundo

Elaborado por um grupo de cientistas, incluindo Marina Cunha, bióloga da UA e CESAM, o relatório intitulado “Ir mais Fundo: Desafios Cruciais da Investigação do Mar Profundo no Século XXI” identifica as prioridades para a investigação do mar a profundidades superiores a 200 metros com o objetivo de se reforçar a gestão e a exploração futura dos seus recursos vivos e não-vivos. Pedido pelo European Marine Board (EMB), o relatório foi lançado dia 1 de setembro, no 14º Simpósio da Biologia do Mar Profundo, que está a decorrer em Aveiro.

Poderá ser efetuado o download do relatório aqui.

Mais informações em:
http://uaonline.ua.pt/pub/detail.asp?c=43455 
http://www.publico.pt/ciencia/.....io-1706318